Estigma e Preconceito

Letícia Calmon Drummond Amorim – psiquiatra da infância e adolescência

Como psiquiatra vivencio diariamente  o preconceito seja nos relatos dos meus pacientes, seja nos relatos  das mães dos meus pacientes, seja por ser psiquiatra e inferirem/projetarem no psiquiatra o preconceito contra  a loucura. Em casos isolados, os psiquiatras são considerados “diferentes” ,  talvez  por se  questionar mais, acompanhar  as vivências de outros, e  se permitir mais, ser mais livres.

Quando falamos em estigma e preconceito a discussão é  ampla já que questões históricas, sociais e culturais devem ser abordadas, afinal no passado doença mental foi usado como ferramenta de controle social. E somente o tempo e a informação vão transformar esse preconceito introjetado por várias gerações em visões mais reais e mais humanas acerca da psiquiatria e das pessoas que fazem tratamento psiquiátrico.

O problema do estigma é que receber um diagnóstico vem com um “peso”, uma dificuldade em aceitá-lo  e uma necessidade de escondê-lo.

Segundo o site do CDC consultado em 14/12/16, 25% dos adultos apresentam um transtorno mental, se tentarmos  incluir as crianças esse número aumenta e se incluirmos as pessoas que conhecem e convivem com pessoas com algum tipo de transtorno metal em algum momento da vida esse número deve atingir proporções enormes, pena que eles ainda não fizeram essa pesquisa, mas podemos imaginar que estamos diariamente convivendo com pessoas que apresentam transtornos mentais, ou seja, é uma coisa natural, comum, não é o bicho papão.

Uma das formas de conseguirmos diminuir o estigma e o preconceito é a informação, as pessoas precisam ter a mente aberta sobre a doença mental, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) está fazendo uma campanha muito bacana para combater o preconceito e tem um projeto de lei para criminalizar a psicofobia (preconceito contra pessoas com transtornos mentais). Para maiores informações acesse o site da ABP http://www.abp.org.br/portal/a-sociedade-contra-o-preconceito-psicofobia-e-um-crime/

Junte-se a nos nessa luta.